Cacau, o benfeitor

Publicado em 25 de março de 2008, terça-feira.

Para muitas pessoas, o chocolate é um alimento delicioso, mas também muito calórico e que engorda. Ao contrário das crenças populares, que dizem que "chocolate faz mal" descobriu-se que ele possui várias ações positivas sobre a saúde. Manuscritos de eras indígenas e coloniais, por exemplo, mostram que bebidas à base de cacau eram recomendadas para melhorar a digestão, além de ser eficiente para os estômagos fracos.

Uma de suas recomendações era para estimular o sistema nervoso, especialmente para os pacientes identificados como fracos, com carência de energia, ou para os que sofriam de exaustão e cansaço.

Trata-se de um alimento rico em procianidinas, polifenóis e flavonóides, todos com potente ação antioxidante e protetora dos vasos sangüíneos.

Uma recente pesquisa realizada por cientistas do Instituto Nacional de Saúde Pública e Meio Ambiente de Bilthoven, Holanda, mostrou que, por possuir estas propriedades, o cacau reduz o risco de doença cardíaca. A ingestão de uma barra de 100g eleva significativamente a capacidade antioxidante do plasma, e o uso diário de pequenas quantidades (aproximadamente 50g) ajuda a reforçar e a relaxar a parede das artérias.

O chocolate possui ainda em sua composição o aminoácido triptofano, além de alcalóides e cafeoildopamina. Essas substâncias estimulam os receptores da serotonina e da dopamina, que têm a função de melhorar o humor e a atividade mental. Daí o conhecido desejo das mulheres, especialmente na fase pré-menstrual, por chocolate.

Copyright 2017 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.