Atendimento em caso de hemorragia externa

Publicado em 28 de julho de 2007, sábado.

Hemorragia externa causada pela perda de sangue alterando o fluxo normal da circulação devido ao rompimento de um vaso sanguíneo (veia ou artéria). Se não for prestado atendimento, pode levar ao Estado de Choque. Uma hemorragia externa não controlada pode até mesmo causar a morte em 3 a 5 minutos.

A seguir, são apresentadas algumas dicas de primeiros socorros para o atendimento em caso de hemorragia externa. É importante lembrar que esse atendimento deve ser utilizado para manutenção da vida, evitando o agravamento do seu estado até a chegada do socorro especializado.

1. Devido ao fluxo de sangue intenso, localize o local exato da hemorragia para que o atendimento não ocorra no local errado.

2. Evite entrar em contato com sangue ou fluidos corpóreos da vítima, para tal projeta-se fazendo uso de luvas.

3. Sem prejudicar a circulação no local do ferimento, faça um curativo compressivo. Utilize um pano limpo dobrado, no local do ferimento que ocasiona a hemorragia, após faça uma atadura em volta com tiras de pano ou um cinto. Não utilize arames, barbante, fios, esses objetos podem dificultar a circulação.

4. No caso da hemorragia for em uma extremidade (braço, perna), eleve o membro. Nunca eleve o membro se existir a possibilidade de fratura.

5. Utilize os dedos para pressionar a área para auxiliar a estancar a hemorragia. Se após a realização do curativo compressivo, o sangue continue saindo, não retire os panos molhados de sangue para que o processo de coagulação não seja interrompido. Coloque outro pano limpo em cima e uma nova atadura.

6. Nunca use torniquete. O seu uso pode levar a amputação cirúrgica do membro caso não seja afrouxado corretamente e no tempo certo.

Envie sua mensagem

Copyright 2015 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.