Aneurisma

Publicado em 17 de outubro de 2008, sexta-feira.

Aneurisma é uma bolsa formada pela dilatação ou pela ruptura da parede de uma artéria ou de uma veia. Quando a zona dilatada toma forma esférica dá-se o nome de aneurisma fusiforme. Se romperem as capas internas da parede do vaso sanguíneo, aparece o aneurisma dessecante, mas se a parede se romper totalmente diz-se então falso aneurisma.

Os aneurismas mais freqüentes são, sem dúvida, os congênitos, como também há doenças que favorecem, de forma especial, a sua presença.

As doenças que mais se destacam, pela sua gravidade, são as provocadas na aorta pela sífilis e arteriosclerose. Outras causas são as contusões, as doenças do tecido conectivo (conjuntivo) e algumas infecções que, de alguma maneira, alteram ou enfraquecem a parede dos vasos sanguíneos.

Visto que, geralmente evolui sem provocar sintomas, o aneurisma cerebral pode ser detectado, casualmente, quando acontece uma ruptura. Isto acontece com mais freqüência entre os 35 e 65 anos e em pessoas que tenham a pressão arterial alta.

Geralmente acontece quando o paciente esta executando uma atividade física, o vaso, ao romper-se, produz uma grande hemorragia, que invade várias partes do cérebro e provoca uma repentina e intensa dor de cabeça. Imediatamente o paciente entra em estado de coma.

Copyright 2017 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.