A nova moda que não deve ser seguida: diabetes!

Publicado em 7 de dezembro de 2009, segunda-feira.

O diabetes é uma doença silenciosa e que traz muitas complicações associadas a ela. O diabetes faz com que o portador dessa doença altere seus hábitos e, muitas vezes, a família acompanha essas mudanças. O que desencadeia essa desordem ainda está sendo estudada, mas basicamente falando é que a energia necessária para o funcionamento do corpo não é levada para dentro da célula.

Para toda ação do corpo humano a energia é indispensável, assim nosso organismo tem como primeira escolha o carboidrato, que é processado e transformado em um tipo de açúcar sendo assim usado para efetuar as tarefas. O carboidrato é facilmente encontrado em frutas, legumes, pão e arroz. Mas na falta do carboidrato o corpo procura outras fontes de energia: a gordura armazenada e a proteína de nossos músculos, nesse caso trazendo grande prejuízo ao organismo.

Daí vem a expressão que vem logo que se pensa em diabetes o "açúcar no sangue". Numa pessoa com metabolismo normal, ela consome o carboidrato, esse é metabolizado e se transforma em açúcar, a glicose, e vai para dentro da célula, com ajuda da insulina, daí consome essa glicose para fazer suas tarefas, o que não é consumido pelo organismo é armazenado em forma de gordura. No caso da pessoa que tem diabetes ela consome o carboidrato, o transforma em açúcar, mas este não entra na célula, fica circulando no sangue, por isso que existe um tipo de diabete em que mesmo a pessoa comendo muito ela emagrece, o corpo dela vai buscar energia na gordura e depois nos músculos.

Existe um mecanismo aliado a alimentação, sempre que nos alimentamos aumentam os níveis de açúcar no sangue, assim o pâncreas libera um hormônio chamado insulina para que este coloque o açúcar disponível dentro da célula. Quando o nível de açúcar no sangue diminui, o pâncreas produz outro hormônio chamado glucagon que vai até o fígado e manda que este use a glicose armazenada em forma de gordura para obter energia.

Existem dois tipos de diabetes, o diabetes tipo 1, quando o pâncreas não produz insulina suficiente, e o diabetes tipo 2, quando o pâncreas produz insulina mas as células não reconhecem o hormônio, ou seja, ela está disponível mas não é usada. As duas formas de diabetes trazem muitos prejuízos para o organismo, perda de peso, aumento exagerado de peso, crises de glicemia, seja pelo aumento ou diminuição brusca dos níveis de açúcar no sangue, cicatrização dificultada, inchaço.

O diabetes tipo 1 é de origem genética e exige o controle da glicose e o uso de insulina. Já o diabetes tipo 2 está mais ligado aos hábitos alimentares do indivíduo, daí a importância de observar a alimentação, controle do peso, prática de esportes e certos hábitos como uso de bebidas e o fumo. O diabetes é uma desordem que quando se instala não tem cura mas vai exigir do indivíduo vigília permanente de sua saúde. Para as mulheres cuidado redobrado na gravidez: o ganho de peso repentino e o não controle dos hábitos alimentares pode levar a diabetes gestacional, podendo levar ao aborto do feto.

O diagnóstico só é efetivo se estiver associado com a causa, identificar a origem do diabetes é fundamental para ter sucesso no seu controle.

Envie sua mensagem

Copyright 2015 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.