Quer a cor do verão? Não precisa correr riscos!

Publicado em 28 de dezembro de 2009, segunda-feira.

O Brasil por ser um país tropical faz com que seus moradores esbanjem sensualidade com roupas curtas que quando vem acompanhadas de um belo bronzeado fazem o maior sucesso. Mas para conseguir aquela cor, as vezes, corremos mais riscos do que deveríamos, seja por se expor ao sol nos horários impróprios ou por abusar das câmaras de bronzeamento. Nesse caso, cabe saber o porque elas foram proibidas.

Uma cor intensa, não é sinal de saúde e significa que a pele foi agredida. Uma cor de pele bonita significa saúde e a exposição ao sol leva o organismo a absorver a vitamina D - esse mineral é indispensável para a formação e a manutenção dos ossos, prevenindo osteoporose, doença em que o esqueleto fica enfraquecido. Para se obter esse benefício, meia hora de exposição aos raios solares por dia já é o suficiente. Respeite os horários de exposição.

Mas quem queria um bronzeado o ano todo tinha como solução as Câmaras de Bronzeamento. Entenda agora como ela funciona e por que foi proibida.

Como a Câmara de Bronzeamento artificial funciona?

Nessas câmaras são colocadas lâmpadas especiais que estimulam a produção de melanina, sendo esta responsável pelo pigmento que dá cor a pele, aí o bronzeado aparece.

Existem raios UVA e UVB quando uso a Câmara de Bronzeamento?

Sim. Os raios tipo UVA promovem o envelhecimento da pele, eles tem a capacidade de penetrar nas camadas mais profundas da pele, e são 95% dos raios emitidos. Os raios UVB queimam a pele e são os responsáveis por seu vermelhidão depois que ficamos expostos ao sol sem proteção, por exemplo. Mas na Câmara de Bronzeamento eles correspondem a 5%, por isso a pessoa fica bronzeada sem passar pelo vermelhidão e acredita que não tem risco algum, mas dentre eles podemos citar o câncer.

Por que as Câmaras de Bronzeamento foram proibidas?

Quem proibiu o uso foi a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para finalidade estética, pois esta tecnologia usa radiação ultravioleta. Depois de uma consulta pública esta decisão uniu-se a divulgação de um estudo pela OMS (Organização Mundial da Saúde). O governo também concluiu que há mais riscos que benefícios de uso da tecnologia e que não se estabeleceu níveis seguros de exposição.

No segundo semestre de 2009, um órgão de pesquisa vinculado a OMS, afirmou que as Câmaras de Bronzeamento são agora "causa concreta" de tumores de pele. Sendo que pessoas com menos de 30 anos tem o risco elevado para 75%. Assim nenhuma clínica pode realizar o procedimento.

Mas nem tudo está perdido... Ainda existem meios artificiais seguros de conseguir aquela cor maravilhosa! Existe no mercado autobronzeadores, que não oferecem risco a pele, a menos que você tenha alguma alergia a algum componente da fórmula e o único cuidado é que você o espalhe por igual em todo corpo.

Também é possível alcançar aquela cor com o bronzeamento a jato, em que outra pessoa aplica com a ajuda de um spray e é só esperar secar e ficar linda.

Pílulas de bronzeamento são à base de aminoácidos que estimulam a produção de melanina quando a pessoa se expõe ao sol, ou seja, em menor tempo se alcança a cor desejada. Elas garantem um bronzeamento bonito e seguro desde que o uso não seja abusivo. Consulte seu médico.

Alguns alimentos não bronzeiam mais rápido como se pensa. Elas são ricas em caroteno que se deposita na pele, então encha o prato de cenoura, beterraba, mamão e cáqui.

Mas não se engane, se a saúde não está em dia de nada adianta uma cor esplêndida! Tome sol regularmente e se proteja que a estação só está começando!

Copyright 2017 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.