Braços torneados

Publicado em 13 de agosto de 2009, quinta-feira.

Todas nós conhecemos vários truques de beleza, exercícios para as pernas, para levantar o bumbum e dar adeus ao culote. Apelamos para modelitos que escondem as imperfeições do nosso corpo e mostramos só os pontos altos. Sabe, aqueles que deixam todos babando? Mas as vezes todo nosso conhecimento falha e não há nada que traga mais insatisfação do que aquele vestido fantástico não cair bem por que os braços não estão a altura.

E não é por que você não se esforça. Você tenta e muito... mas eles não respondem! E parece que quando estamos insatisfeitas com uma parte do corpo ela vira queridinha da mídia, por exemplo, desde a posse do presidente dos Estados Unidos, a primeira dama, que já chamava atenção pelo bom gosto de suas roupas, começou a chamar atenção pelos seus braços bem torneados! Usando e abusando de vestidos que deixam os braços a mostra comprovando que ser elegante depende também de um corpo bem cuidado.

Mas para fugir daquele famoso thauzinho de miss, com o cotovelo colado ao corpo e só a mão mexe, temos que trabalhar o tríceps. Esse músculo se localiza na parte inferior do braço e tem uma tendência a acumular gordura e ser muito difícil na hora de malhar.

Conhecemos o inimigo e agora?

Como tudo a rotina de treinos é fundamental. Alie exercícios aeróbicos, no mínimo duas vezes por semana. Eles vão queimar gordura por que exigem esforço e não tem como fugir da academia, tem que fazer exercícios localizados nessa região. Um dos grandes medos das mulheres é perder a feminilidade com a musculação, mas capriche mais nas repetições da série e não exagere no peso. Existem programas para isso e é possível tornear os braços, por volta de um mês já é possível perceber uma mudança.

Exercícios indicados

Flexão de braços fechados e, na academia, aparelho tríceps pulley.

Envie sua mensagem

Copyright 2015 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.