Depilação a laser

Publicado em 9 de setembro de 2009, quarta-feira.

As mulheres brasileiras são muito vaidosas e não dispensam uma pele sedosa. Mas algumas pessoas sofrem por possuírem pêlos grossos e em grande quantidade. Confira o que existe disponível para resolver esse problema constrangedor.

Um dos tratamentos em maior evidência é a depilação a laser, e tem motivos para isso. Seja por comodidade ou necessidade, quem decide remover os pêlos com laser geralmente resolve bem essa questão. Após o tratamento, o resultado é prolongado e os pêlos não retornam ou voltam após alguns anos em quantidade bastante reduzida. Dessa forma acabam as torturantes sessões mensais de depilação com cera.

Também ficam felizes as mulheres que, por genética ou desequilíbrio hormonal, tem pêlos no rosto, após verem o resultado das sessões a laser. Basta um espelho para o olhar ir direto para a área comprometida, em uma necessidade de conferir se não há nenhum pêlo visível. Após o tratamento a laser a qualidade de vida da mulher melhora bastante.

Para homens, o laser acaba com a incômoda barba que encrava e inflama. Procurado por muitos homens o tratamento também serve para remover pêlos do tórax, dorso e abdome.

Como inconvenientes o laser tem a aplicação lenta e causa alguma dor durante o processo. Mas o resultado vale a pena. Um laser de diodo, mesmo eficiente, tem menos de um centímetro quadrado de área emissora de luz. No procedimento a ponteira do aparelho é encostada na pele e aplica-se o disparo de laser. Move-se um pouco para o lado e aplica-se outro disparo. O procedimento segue assim até cobrir toda a área desejada. Para depilar um tórax, por exemplo, leva-se mais de uma hora. O procedimento torna-se, aparentemente, mais demorado quando se está sentindo dor.

Agora chega ao Brasil um equipamento já usado nos Estados Unidos desde março deste ano. É também de um laser de diodo, parecido com o que existe aqui, mas com uma ponteira grande e rápida, que encurta o tempo do tratamento. Tem mais, o novo equipamento causa menos dor.

O laser é o mesmo, mas agora a ponteira suga a pele, em um efeito de vácuo. A aproximação com a ponteira distende a pele, reduz a micro-circulação de sangue que chega até ela e aproxima a raiz do pêlo da fonte emissora da luz. Isso faz com que seja necessária menos energia para eliminar os pêlos e quanto menos energia de laser menos será a dor causada.

Envie sua mensagem

Copyright 2015 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.