Aumente o vínculo com seu bebê

Publicado em 22 de outubro de 2009, quinta-feira.

Estabelecer um vínculo com seu bebê é um dos aspectos mais prazerosos do cuidado do pequeno. A formação do vínculo é um conceito introduzido pelos pediatras Klaus e Kennel, no final dos anos setenta.

Eles sugeriram que há um período sensível entre as primeiras horas e primeiros dias depois do nascimento, durante o qual é importante que os pais estabeleçam um vínculo com o bebê. O contato físico dos pais e do bebê durante este período ajuda na criação de uma conexão emocional entre eles. O apego resultante permite que os pais façam os sacrifícios necessários para ficarem a serviço do bebê.

O apego também favorece o desenvolvimento emocional do lactante que, por sua vez, repercute o desenvolvimento em outros âmbitos, como o crescimento físico.

Outra forma de conceber a formação do vínculo e apego conseqüente é como uma "conquista" do bebê. As crianças que não possuem pais ou outros adultos a quem desejam incondicionalmente têm mais probabilidades de ter problemas graves quando mais velhos.

Para estabelecer este vínculo tão importante com seu bebê, coloque o pequeno eu seu colo e acaricie-o suavemente de distintas formas. Se tanto você como seu companheiro pegarem-no nos braços e o acariciarem freqüentemente, o bebê rapidamente aprenderá a distinguir entre as carícias de cada um.

Ambos deveriam também manter um contato "pele a pele" com o recém nascido, de modo que a pele dele entre em contato direto com a sua.

Os bebês, principalmente os prematuros e os que têm problemas clínicos, costumam responder positivamente à massagem infantil. Pesquisas médicas constataram que determinados tipos de massagens relaxam os bebês e contribuem para a formação do vínculo entre pais e filhos, ao mesmo tempo em que favorecem os processos digestivos e o crescimento dos bebês. Lembre-se que os bebês não são tão resistentes como os adultos, de modo que você deverá fazer a massagem com muita suavidade e delicadeza.

Geralmente, os bebês gostam muito de escutar sons de voz, por exemplo, que conversem, cochichem ou cantem. Provavelmente seu bebê também gostará de ouvir música. Teste com vários tipos diferentes de música para identificar suas preferências.

Brinquedos musicais são outra forma de estimular a audição dele. Se seu bebê parece nervoso e inquieto, tente cantar cantigas de ninar e canções infantis, ou recitar poemas em voz suave. Alguns bebês são especialmente sensíveis ao contato, à luz e ao ruído. Estes bebês se irritam e choram com facilidade, dormem menos que o habitual e viram o rosto direcionando quando alguém lhe fala ou canta. Nestes casos, é conveniente manter baixos níveis de ruído e luz.

Envolver o bebê em forma de casulo é outra forma de tranqüilizá-lo. Quando você envolve o corpinho dele em uma manta, os braços ficam apegados ao corpo e as pernas bem unidas, Assim, além de deixá-lo aquecido, a pressão exercida o faz sentir-se seguro e cômodo. Veja como fazer um casulo:

1. Estenda a manta e dobre para dentro uma pequena porção de uma ponta;
2. Deite o bebê em cima com a cabeça sobre a dobra;
3. Dobre a ponta inferior da manta sobre os pés do bebê;
4. Envolva o corpo dele com os lados da manta, deixando apenas a cabeça e o pescoço descobertos.
1º Workshop Mude pela Atitude
1º Workshop Mude pela Atitude

Envie sua mensagem

Copyright 2015 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.