Fraldas, o que fazer e o que não fazer

Publicado em 22 de setembro de 2009, terça-feira.

Você já deve ter pensado se utilizará fraldas de pano ou descartáveis, não? Independentemente do tipo de fraldas que usará, terá que trocá-las aproximadamente 10 vezes ao dia, ou cerca de 70 fraldas por semana.

Antes de trocar as fraldas do bebê, tenha tudo o que você vai precisar por perto, para não deixar o bebê sozinho no trocador. Você vai precisar de:

- Uma fralda limpa;
- Fitas adesivas (para fraldas de pano);
- Creme especial para as partes íntimas, se o bebê tiver irritações e assaduras;
- Uma vasilha com água morna;
- Bolinhas de algodão;
- Uma toalhinha limpa que seja suave ou lenços umedecidos.

Limpe com suavidade a região genital do bebê. Use a água, as bolinhas de algodão e a toalhinha ou os lenços. Se o bebê for menino, tenha cuidado ao tirar as fraldas, pois o contato com o ar pode fazê-lo urinar. Se for menina, limpe-a da frente para trás para evitar possíveis infecções das vias urinárias. Se o bebê tiver alguma assadura na zona que entra em contato com a fralda, passe o creme na área afetada. Não esqueça, sempre lave as mãos depois de cada troca.

As assaduras, bastante comuns, são erupções de bolinhas vermelhas que costumam desaparecer com um banho quente, um pouco de creme e deixando o bebê sem fraldas por um pouco de tempo, para arejar a região afetada. Quase sempre, estas erupções ocorrem porque a pele do bebê é muito sensível e se irrita ao entrar em contato com a fralda úmida.

Para prevenir e curar as assaduras siga estas dicas:

- Troque com freqüência as fraldas e não demore em trocar depois que estiverem sujas;
- Depois de limpar a área com água e sabonete ou um lenço umedecido, aplique um creme ou pomada "de barreira" sobre a região afetada. As pomadas que contêm óxido de zinco são melhores porque formam uma barreira contra a umidade;
- Quando usar fraldas de pano lave-as com detergentes neutros sem corantes e sem perfumes;
- Deixe o bebê completamente nu durante parte do dia para que a pele possa respirar.

Nos casos que a assadura permanecer por mais de 3 dias, consulte o pediatra, pois pode ser provocada por uma infecção por fungos e deverá ser tratada com medicamento específico.

Copyright 2017 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.