O que é o efeito sanfona e como evitá-lo

0
1049
o efeito sanfona

Era uma vez uma bela mulher que havia conseguido emagrecer magicamente e em pouco tempo.

Um belo dia ela ganhou todo o peso novamente. Mas, isso não era problema, pois ela poderia perder tudo rapidamente de novo.

E foi o que ela fez!

Ela emagreceu, engordou, emagreceu e engordou novamente milhares de vezes. No final, ela viveu frustrada para sempre!

Você já ouviu essa história antes?

Pois é, o efeito sanfona pode ser um grande vilão na hora de emagrecer…

Saiba mais: 20 Pequenas mudanças que vão fazer você perder peso!

     O que é o efeito sanfona?

fenômeno iôiô
O efeito sanfona é também conhecido como fenômeno ioiô ou ciclismo de peso.

O efeito sanfona, também conhecido como efeito ioiô, nada mais é do que a perda de peso seguida da recuperação do peso perdido em pouco tempo.

Nesses casos, não importa muito o método utilizado para emagrecer, seja dieta, atividade física ou medicamentos. Isso porque o que mais importa aqui é que logo a pessoa recupera todo o peso perdido.

Em medicina, o efeito sanfona também é chamado de ciclismo de peso e, infelizmente, é um fenômeno muito comum nas sociedades urbanas modernas.

Você pode gostar: Você sabe a diferença entre TPM e TDPM?

As primeiras publicações sobre o efeito sanfona apareceram há cerca de 20 a 30 anos, o que coincide com o aumento exponencial dos casos de obesidade nos Estados Unidos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 50% dos brasileiros podem ser considerados obesos. Isso é um problema muito grave e que leva muitas pessoas a buscarem métodos de emagrecimento rápido.

Mas emagrecer rápido demais pode ter suas consequências…

     Porque o efeito sanfona pode ser perigoso?

o que é o efeito sanfona
Engordar e emagrecer pode ser mais perigoso do que você pensa!

Quando reduzimos drasticamente a quantidade de alimentos ingerida (ou seja, de calorias), também reduzimos o nível de leptina no sangue. Outra consequência é o aumento nas concentrações de grelina.

A leptina, hormônio produzido no tecido gorduroso, transmite sinais de saciedade para o cérebro. Essa substância foi descoberta em 1994, e seu nome deriva da palavra grega leptos, que significa magro.

Já a grelina é produzida no estômago e tem o objetivo de levar sinais de fome ao cérebro. Essa substância foi descoberta recentemente pelos japoneses, e age estimulando o apetite do dia-a-dia. Em outras palavras, a grelina é o hormônio da fome.

E o que isso tem a ver com o efeito sanfona? Tudo!

Durante a dieta, já que a quantidade de leptina é reduzida e a de grelina é aumentada, o indivíduo fica mais propenso a ceder à tentação na próxima refeição.

Saiba mais: Chocolate estimula a serotonina: mito ou verdade?

Já que esses dois hormônios atuam na regulação do metabolismo, as alterações acabam por ocasionar uma redução do gasto de calorias do organismo, favorecendo o efeito sanfona.

     Como evitar o efeito sanfona?

engordar e emagrecer
Algumas medidas simples podem ajudar a evitar o efeito sanfona!

A máquina de economia energética do ser humano está programada para nos defender da escassez de alimento. Portanto, quando perdemos peso rapidamente, nosso organismo “pensa” que vamos morrer de inanição devido à falta de comida.

Então ele tenta nos “proteger” facilitando o ganho de peso. Em outras palavras, nosso próprio corpo nos faz buscar comida e armazena a gordura como energia reserva.

O grande problema é que esse é um ciclo muito difícil de se romper porque uma vez que o peso é recuperado, as chances da pessoa embarcar em uma nova dieta radical são altas.

Saiba mais: Quais os benefícios da prática de exercícios físicos?

E embora alguns indivíduos possam estar mais predispostos a apresentar oscilações de peso, ainda não há um estudo genético específico sobre esse assunto. O que já se tem certeza é que o sexo – masculino e feminino – e a idade aumentam a propensão ao efeito sanfona.

Entretanto, independente da genética, medidas radicais demais para emagrecer não resolvem o problema.

Por exemplo, dietas muito restritivas, rotinas de exercício muito exaustivas ou medicamentos sem acompanhamento podem facilitar a ocorrência do efeito sanfona.

Ou seja, quanto mais radical o método de emagrecimento maior é a chance de ocorrer o fenômeno ioiô. Portanto, use e abuse do bom senso na hora de escolher uma forma de emagrecer!

Saiba mais: 8 dicas para emagrecer com responsabilidade!

E mais importante que isso, vá com calma! Dê tempo ao seu corpo para se adaptar à nova rotina de modo a começar a perder peso. Este é o melhor método para evitar o engorda e emagrece do efeito sanfona!

E você, conhece outras formas de evitar ciclismo de peso? Compartilha com a gente aqui embaixo!

E-book Disfunção Erétil 468x60px

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here