11 dicas para mudar seus hábitos alimentares em 2019

0
734
dicas de alimentação

Não adianta! Nós, os seres humanos, somos mesmo criaturas de hábito, especialmente no que diz respeito à nossa alimentação!

Nós vamos aos mesmos lugares, compramos a mesma comida, cozinhamos as mesmas receitas. E a questão é que, muitas vezes, sequer percebemos um padrão nos nossos hábitos alimentares.

Porém, se você deseja realmente mudar ter uma alimentação mais saudável, é preciso prestar atenção naquilo que você consome!

Justamente por essa razão, nós trazemos hoje uma lista com 11 dicas para mudar seus hábitos alimentares em 2019!

Mas antes, vamos entender um pouco sobre a dificuldade em mudar hábitos na alimentação.

Saiba mais: Verdade ou Mito: Você é o que você come?

Por que é tão difícil mudar os hábitos alimentares?

hábitos alimentares
Quando se trata de mudar os hábitos alimentares, é preciso ter paciência consigo mesmo!

Muitas vezes, não compreendemos que nossos hábitos alimentares dependem de diversos fatores. O ambiente em que fomos criados, o meio social em que crescemos e vivemos, e até mesmo a genética.

Todos esses fatores exercem forte influência na nossa relação com a comida sem que nós percebamos isso na maior parte do tempo.

Por isso, através do conhecimento podemos aprender o tipo certo de comida que poderá nos transformar em pessoas saudáveis e cheias de energia!

Saiba mais: 20 pequenas mudanças que vão fazer você perder peso!

Somente por meio da compreensão da ligação entre valores básicos e hábitos alimentares, poderemos ter condições de experimentar uma mudança de dieta, benéfica e duradoura.

Mas e quando entendemos a importância de uma alimentação adequada para nossa saúde, e ainda assim não conseguimos mudar os hábitos alimentares?

Bem, segundo John Foreyt, diretor da Universidade de Medicina de Baylor, isso acontece porque, com o tempo, os hábitos se tornam automáticos. E qualquer um que tenha tentado começar uma dieta sabe que é difícil mudar hábitos antigos!

Aliás, até mesmo aqueles que conseguem mudar os hábitos alimentares podem “escorregar” vez ou outra, especialmente quando se sentem sozinhos, tristes ou deprimidos.

Saiba mais: 5 mitos sobre a TPM que você PRECISA desvendar!

Ou seja, mudar hábitos, alimentares ou não, pode ser um desafio, principalmente no início…

Mas não desista! Essas mudanças podem até levar um tempinho, mas valem muito a pena no final!

Por isso, antes mesmo de começar a nossa lista, aqui vai uma dica dos especialistas para alcançar seus objetivos em 2019: tome um passo de cada vez!

Não se apresse em alcançar resultados imediatos e nem se culpe por ainda não ter alcançado o resultado esperado. As pesquisas comprovam que mudar um hábito de cada vez é muito mais efetivo!

E agora, sem mais delongas, vamos às nossas 11 dicas de ouro!

Saiba mais: 5 melhores benefícios dos exercícios físicos para a saúde!

1. Faça uma lista dos seus hábitos

hábitos alimentares
Fazer uma lista dos hábitos que você deseja mudar é um ótimo primeiro passo!

É extremamente difícil mudar hábitos quando nem sequer sabemos que hábitos são esses. Por isso, este é o primeiro passo que você deve tomar para mudar definitivamente seus hábitos alimentares.

Sente-se confortavelmente em uma cadeira e comece refletindo sobre a sua forma de se alimentar. Estas são algumas perguntas que você pode responder:

  • Você tem uma boa relação com a comida?
  • Você está feliz com a maneira com que se alimenta?
  • Por que você quer mudar seus hábitos alimentares?
  • Como seria a relação ideal com a comida?
  • Quais hábitos você deseja mudar primeiramente?
  • Há quanto tempo você tem essa relação com a comida?

Estes são apenas alguns exemplos de perguntas. O mais importante mesmo é que você reflita sobre os hábitos que deseja mudar e porquê. Lembre-se de ser o mais específico possível, já que isso ajuda a ver com mais clareza!

Dessa forma, quando você se sentir tentado, poderá olhar para a lista e reforçar o desejo de mudança!

Você pode gostar: 10 mandamentos para acordar mais feliz!

2. Se planeje de antemão

Planejamento é essencial, não importa o assunto. Por isso, planeje as mudanças que você deseja implantar e as formas que você deseja fazer isso!

Quais alimentos você deixará de consumir? Quais você passará a comer mais? Quantas refeições ao dia? E por aí vai…

Para isso, a lista que você fez na etapa anterior irá lhe ajudar, já que ficará mais visível e tornará a mudança mais real!

Mas lembre-se que imprevistos acontecem e que é preciso estar preparado! É possível, por exemplo, que o alimento mais recomendado para você seja um pouco mais caro do que você imaginava.

Ou ainda, é possível que uma vez ou outra você acabe comendo mais besteiras do que o necessário. Caso isso aconteça, lembre-se que isso acontece e não se culpe!

Até porque, conforme dizem os especialistas, a culpa é um dos principais gatilhos que nos levam a comer mais e pior. Por isso, tenha paciência com você!

3. Mude um hábito de cada vez

Mudar hábitos pode ser extremamente desafiador e já falamos isso aqui. Por isso, vá devagar!

Se tornar consciente dos seus hábitos alimentares é o primeiro passo e é extremamente importante. Mas isso não quer dizer que você deverá mudá-los todos de uma só vez!

Até porque, a mudança é algo que demanda tempo e esforço. Por isso, tenha paciência com você e mude um hábito de cada vez!

Por exemplo, você pode começar aumentando a quantidade de água que você toma diariamente, ou usar métodos diferentes para cozinhar.

Assim como nos passos anteriores, você pode fazer uma lista com os hábitos que deseja mudar e ir acrescentando uma mudança a cada 2 dias ou a cada semana, por exemplo.

Você pode gostar: Você sabe o que é a Artrite Reumatoide?

4. Tenha metas realistas

Esta dica vai especialmente para as pessoas que gostam de ver resultados imediatos e que costumam seguir dietas malucas!

Dietas que fazem você perder 10 kg em 7 dias podem até funcionar, mas não são realistas. Do mesmo modo, ficar 2 horas na academia diariamente pode até trazer resultados incríveis, mas é impraticável para a maioria das pessoas.

Por isso, na hora de mudar seus hábitos, alimentares ou não, seja realista!

Se, por exemplo, comer 6 refeições ao dia é difícil para você, coma apenas 4. Se você não pode cozinhar todas as suas refeições, escolha uma. Ou, caso isso também não seja possível, escolha bem o restaurante onde irá comer.

O mais importante aqui é que seus hábitos alimentares se encaixem na sua rotina e não o oposto!

5. Controle seu estresse

hábitos alimentares
Felizmente, existem diversas formas de controlar o estresse hoje em dia, basta encontrar a que você mais gosta!

O estresse pode trazer grandes prejuízos para a nossa saúde física, assim como para nossa saúde mental!

Por essa razão, reconhecer as fontes de estresse, ansiedade e tristeza é tão importante para quem quer mudar os hábitos alimentares.

E, felizmente, hoje em dias as opções são inúmeras!

Algumas pessoas se beneficiam com atividades, físicas, terapia, ou com práticas alternativas como a meditação e o yoga.

Por isso, basta encontrar a forma de controle de estresse que funcionam para você. Dessa forma, cair em antigos hábitos ficará mais difícil e você ficará mais relaxado e tranquilo!

6. Comece o dia com um copo de água

Quer começar o dia bem? Comece o dia com um copo de água!

Beber água regularmente é um dos hábitos alimentares mais saudáveis e todos nós sabemos disso. Ainda assim, muitos de nós tem uma extrema dificuldade em incluir a água no nosso dia-a-dia.

Porém, se você começar o dia com um bom copo de água, isso fica mais fácil!

Uma boa dica, por exemplo, é deixar um copo de água ao lado da cama antes de dormir. Assim, quando você acordar, ficará muito mais fácil lembrar de tomar água, já que ela estará na sua frente.

Vale lembrar também que não é bom esperar sentir sede para tomar água! Isso é um sinal de que seu corpo já está desidratado, o que não é uma boa coisa!

Saiba mais:3 maneiras INCRÍVEIS de consumir a Moringa Oleífera

7. Coma calorias suficientes

Quando o assunto é mudança de hábitos alimentares, a maioria das pessoas interpreta isso como um sinal de que devem comer menos.

Só que a coisa não é bem por aí não…

Na verdade, comer menos calorias do que o recomendado é tão prejudicial quanto comer calorias excessivas.

Afinal de contas, é da alimentação que nosso corpo tira a quantidade de vitaminas e nutrientes necessárias para funcionar bem. Quando esse abastecimento é interrompido em função de uma dieta, por exemplo, todo o nosso corpo sofre.

Por isso, substituir alimentos gordurosos e pobres em nutrientes por alimentos saudáveis e naturais é muito mais importante do que riscar essas calorias do cardápio!

Saiba mais: 8 dicas imperdíveis para emagrecer com responsabilidade!

8. Durma bem à noite

Quem diria que dormir poderia estar em uma lista sobre mudança de hábitos alimentares, não é mesmo?

Mas é verdade! Mudar seus hábitos alimentares pode ser tão simples quanto fechar os olhos e dormir! E por que isso acontece?

Simples! Quando estamos cansados, aumentam as chances de fazermos más escolhas alimentares – vulgo junk food. A falta de sono também altera a produção hormonal, que ajuda a controlar funções como a fome e o metabolismo.

Por isso, dormir entre 7 e 8 horas por noite é fundamental para quem quer uma mudança efetiva os hábitos alimentares!

9. Coma em pratos menores

Parece uma mudança boba e simples, mas ela é muito efetiva para quem deseja comer um pouco menos.

E a explicação para isso é simples! Quando servimos nosso prato, tendemos a preencher todos os espaços vazios, certo?

Por isso, quanto maior for o prato, mais comida será necessária para preencher todo o prato. Consequentemente, você irá comer mais. Só que o oposto também é verdade!

Quanto menor o prato, mais fácil será preenchê-lo e, portanto, você se sentirá satisfeito antes. Isso porque seu cérebro irá interpretar essa informação – prato cheio – como sendo muita comida, e enviará sinais de saciedade muito antes.

Na verdade, isso não passa de um truque mental, mas funciona de verdade!

10. Cozinhe suas refeições

hábitos alimentares
Cozinhar as próprias refeições é uma ótima maneira de mudar os seus hábitos alimentares, além de ser muito divertido!

Ok, essa dica pode ser um pouco difícil para algumas pessoas. Especialmente se você trabalha fora o dia todo e mal tem tempo de ir no mercado, quem dirá cozinhar as próprias refeições.

Por isso, não se desespere se você não puder – ou mesmo não gostar de – cozinhar, embora isso seja o mais recomendado!

Eleja ao menos 1 refeição que você pode cozinhar. Pode ser o almoço ou a janta, ou até mesmo o café da manhã, nos finais de semana! O importante aqui é que você se envolva com a preparação da comida.

No início pode até ser difícil criar esse hábito, porém, essa é uma mudança que vale a pena acrescentar na sua rotina! Até porque, ela ajudará você a se tornar uma pessoa mais consciente daquilo que come!

Saiba mais: Entenda as diferenças entre colesterol HDL e LDL!

11. Não de prive do que você gosta

Com certeza você já ouviu a seguinte frase: “proibido é mais gostoso“. Provavelmente ela estava aplicada em outros contextos, mas ela serve no contexto de mudanças alimentares também!

Para muitas pessoas, mudar os hábitos alimentares significa cortar de vez todos os doces, todas as pizzas e cachorros-quentes. Adeus hot dog na sexta à noite! Adeus bolo de chocolate depois do almoço!

Só que isso não precisa ser assim!

Na verdade, voltamos ao assunto principal: mudar hábitos é desafiador por si só e não precisa ficar ainda mais difícil! Por isso, não se prive de comer aquilo que você gosta!

Ao invés disso, diminua a quantidade, a frequência ou substitua os doces e pizzas por opções mais saudáveis!

Saiba mais: Chocolate estimula a serotonina isso é verdade?

Vale lembrar também que vale antes de fazer qualquer mudança mais drástica na sua alimentação, você deve consultar um nutricionista, viu!

Conhece outras dicas para quem quer mudar os hábitos alimentares em 2019? Compartilhe com a gente aqui embaixo!

E-book Disfunção Erétil 468x60px

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here