A importância de realizar o exame de mamografia

0
507
mamografia

A mamografia ainda é o melhor método para se diagnosticar o câncer de mama em uma fase inicial: as chances de cura são de 90%. Saiba mais!

Pelo menos 1 em cada 10 mulheres terá câncer de mama este ano, segundo estimativas do INCA (Instituto Nacional do Câncer).

O risco de desenvolvimento pode aumentar com outros fatores, como histórico familiar ou uso abusivo de terapias hormonais. Além disso, mulheres que já tiveram o diagnóstico em uma das mamas podem desenvolver a doença novamente.

E prevenir, será que é possível?

Saiba mais: É possível prevenir o câncer de mama?

Como prevenir o câncer de mama

importância da mamografia
O diagnóstico precoce pode aumentar as chances de combater a doença!

Apesar destes fatores, não há como prever com 100% de certeza o desenvolvimento ou não do câncer de mama.

Portanto, em um contexto em que a doença não pode ser prevista ou evitada, o melhor é sempre a prevenção!

Em outras palavras, o diagnóstico precoce a partir do autoexame e de alguns exames clínicos podem aumentar as chances de combater a doença com sucesso!

Por isso, ainda que você faça o autoexame mensalmente em casa, é importante ir ao ginecologista ao menos uma vez ao ano. Lá você poderá realizar o exame de papanicolau, que ajuda na prevenção do câncer de colo do útero. Além disso, a ginecologista também poderá realizar o exame de palpação das mamas.

De todo modo, quando se trata de câncer de mama, a mamografia ainda é o melhor método para se diagnosticar a doença em estágio inicial.

Nesse estágio, em que o tumor habitualmente se encontra com menos de um centímetro, as chances de cura são de 90%!

Todos os órgãos de saúde do mundo alertam o público feminino para a realização periódica da mamografia a partir dos 35 anos de idade.

Mas afinal, o que é a mamografia?

Saiba mais: Homem também tem câncer de mama. Entenda melhor!

O que é a mamografia?

como funciona a mamografia
A mamografia é, sem dúvida alguma, a melhor forma de detectar o câncer de mama em estágio inicial!

A mamografia – também chamada de senografia e mastografia – nada mais é do que uma radiografia simples das mamas. Para a realização deste exame é usado um equipamento de raios-X especialmente projetado para essa finalidade, o chamado mamógrafo.

O exame é opcional para qualquer idade, mas obrigatório para mulheres acima dos 50 anos de idade. Isso acontece porque esta é a faixa etária de maior risco de desenvolvimento de câncer nas mamas.

Os equipamentos existentes hoje especialmente projetados para este fim podem descobrir lesões milimétricas de muito baixo contraste. A mamografia pode descobrir o câncer até 2 anos antes que possa ser detectado por meio da palpação.

Você pode gostar: O que você precisa saber sobre doenças reumáticas!

Como funciona a mamografia?

mamografia
Fazer a mamografia pode fazer toda a diferença na hora de tratar o câncer de mama!

A paciente deve tirar a roupa da cintura para cima e se posicionar no aparelho para a realização de 2 ou mais radiografias de cada mama.

Os seios devem ser comprimidos para que fiquem com uma espessura mais uniforme. Apesar de causar algum desconforto, essa compressão é importante, pois proporciona resultados mais claros e detalhados.

Esse procedimento pode levar mais ou menos 15 minutos.

Caso o primeiro exame não apresente qualquer alteração, a orientação médica é de realizar uma mamografia por ano ou a cada 2 anos.

Também vale ressaltar que não é necessário se preocupar com a dose de radiação recebida durante o exame. Por ser uma quantidade muito baixa de radiação, as chances de afetar seu organismo negativamente são praticamente nulas.

Além disso, vale lembrar que os tumores nas pacientes mais jovens costumam ser muito agressivos. Portanto, o diagnóstico precoce pode ser a diferença entre viver com saúde ou não!

Você pode gostar: Entenda a diferença entre Trombose e Embolia

Por que a mamografia é tão importante?

mamografia
Caso você desconfie de algum sintoma, busque um médico imediatamente!

Os relatórios da Sociedade Americana do Câncer mostraram que o diagnóstico por meio da mamografia pode reduzir a taxa de mortalidade em 31%.

Este índice pode ser considerado fantástico especialmente para uma doença fatal e com alta incidência como o câncer de mama. Por isso, a divulgação da necessidade de se fazer mamografia nos últimos anos é uma realização médica significativa.

Medidas como o Outubro Rosa, idealizado pelo Ministério da Saúde, ajudam a desmistificar esta doença. E isso, inegavelmente, ajuda na diminuição dos casos onde ela pode ser fatal.

Saiba mais: O que é e como identificar a depressão sazonal?

E você, já fez o seu autoexame hoje?

E-book Artrite Reumatóide 468x60px

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here