Entenda as fases e mudanças hormonais da mulher

0
1032
mudanças hormonais

As mulheres vivem em uma eterna montanha russa emocional e hormonal. Se você é mulher, sabe disso tanto quanto eu!

E por que isso acontece, afinal de contas?

Bem, basicamente por um motivo: hormônios!

Diferentemente dos homens, as mulheres apresentam mudanças hormonais muito mais intensas ao longo da vida. Isso sem falar, é claro, de uma série de sintomas físicos e mentais relacionados a essas alterações hormonais – vulgo, TPM e menopausa.

Tudo isso começa na puberdade, a partir da primeira menstruação, também conhecida como menarca. Só que as coisas não param por aí, não…

A partir daí, outras fases virão, até culminar na temida menopausa. Por essa razão, vale a pena entendermos quais são e quais mudanças hormonais acontecem em cada uma dessas etapas.

Mas, primeiramente, precisamos falar sobre hormônios

Saiba mais: 5 mitos sobre a TPM que as pessoas (ainda) acreditam!

O que são os tais hormônios?

mudanças hormonais
Existem diversos tipos de hormônios, cada um com uma função diferente!

Hormônios são espécies de mensageiros químicos, algo parecido com uma mensagem de texto enviada do seu sistema endócrino pelo seu sangue até as células receptoras.

E que tipo de mensagem eles carregam? Bem, todo tipo, já que existem diversos tipos de hormônios, que desempenham diversas funções.

Na verdade, os hormônios influenciam o seu comportamento, as suas emoções, a química do seu cérebro, a sua imunidade e o seu metabolismo. UFA!

Saiba mais: O que é a Moringa Oleífera: 3 coisas que você deve saber!

Quando seus hormônios estão equilibrados, você se sente bem! Porém, quando eles estão em desequilíbrio, eles podem tornar a sua vida um inferno. Você poderá se sentir letárgica, irritada, chorona, mal-humorada, ansiosa e deprimida!

Pois é! Infelizmente, eles podem ser os responsáveis por algumas mudanças hormonais um tanto quanto desagradáveis. Porém, vale lembrar que eles são extremamente importantes para o bom funcionamento do seu corpo!

Ah, além disso, os hormônios não são um privilégio feminino não, viu! Tanto mulheres quanto homens produzem hormônios, ainda que diferentes, mas já vamos falar sobre isso!

Saiba mais: Testosterona baixa pode afetar a saúde dos homens!

Quais são os hormônios femininos?

mudanças hormonais
O estrogênio e a progesterona são os principais responsáveis pelos traços sexuais femininos!

Quando pensamos em hormônios femininos, é difícil não falar da progesterona e do estrogênio!

E isso não porque eles sejam os únicos que as mulheres produzem. Até porque, como comentamos antes, existem diversos tipos e funções para os hormônios. Porém, são o estrogênio e a progesterona, nas mulheres, e a testosterona nos homens, os responsáveis por nossos traços sexuais.

E, claro, responsáveis também pelas inúmeras mudanças hormonais que as mulheres experimentam ao longo da vida. E como eles atuam no corpo das mulheres, afinal?

Bem, dentre outras coisas, o estrogênio é o responsável pelo desenvolvimento das glândulas mamárias, dos quadris e do útero.

Em outras palavras, é o responsável por transformar o corpo da mulher durante a puberdade. Além disso, durante essa fase, ele estimula o desenvolvimento do revestimento uterino ao longo do ciclo menstrual.

Você pode gostar: Chocolate estimula a serotonina? Verdade ou Mito?

Já a progesterona, por outro lado, atua principalmente durante a gravidez. A sua função, nesses casos, é permitir que o embrião se instale e se desenvolva no útero.

Como você pode perceber, as alterações hormonais acontecem ao longo da vida de todas as mulheres e não tem como escapar.

Na verdade, cada fase tem os seus benefícios e desafios para as mulheres. E isso, aliás, tem tudo a ver com esses dois hormônios que acabamos de falar!

Falando nisso, que tal conhecermos agora algumas das principais fases e mudanças hormonais na vida das mulheres?

As principais fases e mudanças hormonais

mudanças hormonais
As mulheres podem até ser uma montanha russa emocional, mas isso tem uma explicação: hormônios!

São elas as principais:

  1. Puberdade: dos 10 aos 20 anos
  2. Anos reprodutivos: dos 20 aos 35 anos
  3. Pré-menopausa: dos 35 aos 50 anos
  4. Menopausa: dos 50 anos em diante

Vale lembrar, que essa classificação pode variar de acordo com uma série de fatores. Além disso, é importante ressaltar que isso também pode variar de mulher para mulher!

Você já ouviu falar, por exemplo, de mulheres que entram na menopausa aos 30 anos? Pois é, isso acontece e é possível, embora seja um pouco mais raro.

De todo modo, a classificação acima não deixa de ser um bom guia para entendermos melhor as mudanças hormonais pelas quais nós, mulheres, passamos.

E agora, sem mais delongas, vamos conhecer um pouco mais sobre cada uma dessas fases!

Saiba mais: Você conhece as 3 fases da adolescência?

1. Puberdade (10 aos 20 anos)

mudanças hormonais
Essa é uma fase que compreende muitas mudanças no corpo e nas emoções das mulheres!

Durante a puberdade, os hormônios sexuais – os estrogênios e a progesterona – começam a ser produzidos em maior quantidade. Como consequência, diversas alterações ocorrem no corpo da menina.

Porém, a principal mudança nessa fase é a menarca, ou seja, a primeira menstruação. A partir desse momento, uma parte do cérebro chamada hipotálamo começa a liberar cada vez mais um hormônio chamado de gonadotrofina (GnRH).

Isso, por sua vez, estimula a glândula pituitária, que fica no cérebro, a produzir  o hormônio luteinizante (LH). Além disso, também estimula a produção do hormônio FSH, que por sua vez, controla a produção de outros hormônios importantes.

Você pode gostar: 3 formas de evitar o HPV que você deve conhecer!

Mas as mudanças não param por aí não… Algumas delas são as seguintes:

  • As mamas começam a crescer
  • Os quadris começam a ficar mais largos
  • Acontece um estirão no crescimento
  • Primeira menstruação (menarca) em torno de 14 anos
  • Os pelos pubianos começam a aparecer
  • Acontece o despertar do desejo sexual
  • Pele e cabelos mais oleosos
  • Montanha russa emocional
  • Ciclo menstrual irregular

Portanto, não surpreende que algumas jovens sintam muitas dificuldades de se adaptar a esse novo corpo. Afinal de contas, o corpo da menina está se preparando para a próxima fase: os anos reprodutivos!

Você pode gostar: 6 tratamentos incríveis contra a acne!

2. Anos Reprodutivos (20 aos 35 anos)

mudanças hormonais
Esta é a fase que compreende o pico reprodutivo das mulheres, de acordo com a ciência.

Embora o nome seja altamente sugestivo, isso não quer dizer que essa é a única fase em que as mulheres podem ter filhos não, viu?!

Entretanto, há milhares de anos, na medicina chinesa, acreditava-se que as mulheres entre 20 e 28 anos estavam no seu pico hormonal. Isso quer dizer que elas estavam na fase perfeita para ter filhos.

E o mais interessante é que hoje em dia, a ciência também comprova isso!

Alguns estudos inclusive sugerem que a idade perfeita para ter filhos seria aos 24 anos. Entretanto, isso teria muito mais a ver com uma escolha da mulher moderna e empoderada, do que necessariamente com a biologia.

Até porque, estar em uma boa idade para ter filhos não significa que as mulheres devem ter filhos, não é mesmo?!

De toda forma, é importante ressaltar que nesta fase, os níveis de progesterona e estrogênio já estão relativamente estabilizados, o que pode deixá-lo mais previsível.

Saiba mais: O que você precisa saber sobre alimentação afrodisíaca!

Entretanto, isso não significa que eles não variam mais e nem que seu ciclo se tornará regular. Aliás, a produção desses hormônios varia – e muito – ao longo do ciclo menstrual!

Ah, e é justamente essa variação que dá origem aos conhecidos sintomas da temida TPM.Aliás, algumas mulheres sofrem muito durante esse período. Mas nem mesmo isso é uma regra!

Isso quer dizer que nem todas as mulheres sentem a TPM da mesma forma. Algumas, aliás, nem sentem alguns dos sintomas mais clássicos como as cólicas.

Por isso, algumas das principais características das mudanças hormonais durante a TPM são as seguintes:

  • Mudanças de humor repentinas
  • Desejo por doces
  • Irritação
  • Aumento da libido
  • Inchaço
  • Seios doloridos
  • Cólicas

Outros sintomas podem incluir: dores de cabeça, cansaço, dores no corpo, náusea, diarreia ou constipação, insônia, dentre outros. Aliás, como lidar com tantas mudanças assim?

Saiba mais: Você sabe a diferença entre TPM e TDPM?

  Como lidar com as mudanças hormonais na TPM?

Como os seus níveis de hormônios variam durante os seus anos reprodutivos, a TPM pode piorar ou melhorar com o tempo.

Alguns fatores que podem influenciar isso são a sua idade (especialmente a idade dos seus óvulos) e como você lida com o estresse. Além disso, os níveis de progesterona também exercem uma grande influência na intensidade da sua TPM!

Você pode gostar: TUDO que você precisa saber sobre as 8 principais DSTs!

Na verdade, a TPM é um sinal de que há um desequilíbrio hormonal que vai muito além da progesterona. Diversos estudos provaram que a TPM é o resultado de um desequilíbrio entre 4 hormônios principais: a progesterona, a pregnenolona, ao hormônio GABA e a serotonina.

É uma situação complicada, mas a solução pode ser simples:

  • Tenha uma alimentação rica em cálcio, magnésio e vitamina B6 ajuda a combater o desequilíbrio hormonal, o inchaço e a ansiedade.
  • Reduza o consumo de carboidratos processados já que eles pioram os sintomas da TPM
  • Reduza o consumo de café, já que ela aumenta a ansiedade e o inchaço
  • Pratique exercícios físicos regularmente já que eles aumentam a quantidade de serotonina no organismo.

Saiba mais: Conheça as 8 propriedades terapêuticas do gengibre!

3. Pré-menopausa (35 aos 50 anos)

mudanças hormonais
Este é o período que antecede a menopausa, o qual muitas mulheres desconhecem.

Se durante a puberdade a produção dos hormônios começa a aumentar, o mesmo não é válido na pré-menopausa!

Na verdade, esta é um período em que a produção hormonal começa a cair, e que pode durar até 10 anos. Além disso, seus ovários começam a diminuir a produção de progesterona e estrogênio, e a ovulação se torna intermitente.

Saiba mais: 3 maneiras de realizar o autoexame das mamas!

O resultado: sua menstruação pode se tornar irregular, assim como o fluxo, que também pode aumentar ou diminuir – ou os dois alternadamente.

Outros hormônios também se desregulam, como a tireoide, e começam a trabalhar contra você. E para piorar tudo, o seu cérebro se torna menos responsivo aos hormônios que o seu cérebro ainda produz!

A maioria das mulheres começa a notar os sinais da pré-menopausa em torno dos 40 anos. Alguns dos sinais mais comuns dessas mudanças hormonais são os seguintes:

  • Cansaço
  • Irritação
  • Insônia
  • Metabolismo lento
  • Calorões
  • Mudanças de humor
  • Ganho de peso
  • Perda de energia
  • Diminuição da fertilidade
  • Diminuição da libido

Esses sintomas podem ser extremamente desconfortáveis para algumas mulheres, enquanto outras podem nem perceber o que está acontecendo. Isso é normal!

Mas vale lembrar mais uma vez que um estilo de vida ativo e uma alimentação saudáveis podem ajudar a diminuir os incômodos.

Esses são apenas alguns dos sintomas que antecedem a última grande mudança hormonal pela qual as mulheres passa: a menopausa.

4. Menopausa (50 em diante)

mudanças hormonais
Embora muitas mulheres tenham medo, a menopausa não precisa ser esse bicho de sete cabeças!

A menopausa é a última das grandes mudanças hormonais pelas quais uma mulher passa.

Ela coloca um fim nos anos de menstruação, assim como na fertilidade. Ou seja, a partir do momento que ela começa, a mulher não poderá mais ter filhos.

Aliás, o que muitas mulheres não sabem é que ela começa 12 meses após a última menstruação da mulher!

Saiba mais: Como reconhecer os sintomas da impotência sexual?

Durante a menopausa, os níveis de estrogênio e progesterona estão extremamente baixos. Essa baixa hormonal pode fazer com que a mulher se sinta muitas vezes distraída ou ansiosa. Outros sintomas comuns nessa fase são os seguintes:

  • Alterações de humor
  • Calorões
  • Suor noturno
  • Insônia
  • Ansiedade
  • Ganho de peso

E pode até não parecer, mas a baixa na produção desses hormônios pode tornar a mulher mais propensa à depressão e ao aumento de peso. Por isso, as terapias hormonais podem ser uma boa saída!

Saiba mais: O que é e como evitar o efeito sanfona?

Mas lembre-se que antes de começar qualquer tratamento, você deve consultar um médico!

Curtiu este artigo? Deixe seu comentário pra gente aqui embaixo!

E-book Disfunção Erétil 468x60px

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here