Você também já falhou na hora H? Conheça as possíveis causas

0
502
falhar na hora h

Pare e pense por um minuto: você alguma vez já conversou com seus amigos sobre ter falhado ‘naquela hora’?

É muito provável que você jamais tenha conversado com eles sobre isso. Afinal de contas, quem gostaria de ser motivo de piada e riso na empresa ou na mesa de bar?

Na verdade, você provavelmente jamais conversou com alguém sobre aquela vez que você não conseguiu corresponder às expectativas da sua parceira.

Até porque, ‘aquela vez’ foi apenas uma exceção, certo? Mas, e se não tiver sido?

Pode ser que não tenha sido uma exceção e que isso agora esteja preocupando você…

Se esse for o seu caso, continue lendo o post de hoje porque ele foi feito para você. Ao final você vai perceber que isso é muito, muito mais comum do que você pensa…

O que significa falhar na hora H?

falhar na hora h
Existem várias causas para esse incômodo. Entendê-las é o primeiro passo!

A verdade é que isso pode significar muitas coisas. Aliás, as causas também podem ser várias e por isso é importante diferenciá-las entre si.

Por exemplo, problemas para ter ou manter uma ereção são diferentes de chegar lá muito rápido.

E ambos podem ser bem diferentes da falta de libido ou do excesso de desejo também. Portanto, tanto as causas quanto os tratamentos podem ser completamente diferentes.

E ainda que muitos homens não falem no assunto por medo ou vergonha, estima-se que 6 a cada 10 homens sofram com algum tipo de disfunção durante a vida.

Como diferenciar uma da outra?

Primeiramente, é preciso saber diferenciar os sintomas destes problemas. Só assim é possível começar a buscar o melhor tratamento!

Embora exista uma enorme gama de disfunções que podem fazer um homem ‘falhar’ na hora H, aqui falaremos apenas das 3 principais: a DE, a EP e a TB. 

Não sabe o que essas siglas significam? Vem com a gente que nós vamos te explicar!

     1. Disfunção erétil (DE)

falhar na hora h
A DE pode afetar muito profundamente a autoconfiança de um homem, mas tem tratamento!

Disfunções deste tipo se referem à problemas para ter uma ereção por tempo suficiente para manter uma relação bem sucedida.

Segundo os dados, estima-se que cerca de 30 milhões de americanos sofram com algum grau desta disfunção.

E se engana quem pensa que no Brasil é diferente…  Um estudo recente revelou que cerca de 45% dos brasileiros sofrem com algum grau de DE.

Deste total, cerca de 5 a 20% sofrem com um grau moderado ou severo de DE. Porém, o mais preocupante nestes caso é que este problema é mais comum com o aumento da idade.

10 mitos e verdades sobre a Disfunção ErétilPor exemplo, este número sobe para 52% nos homens acima de 50 anos, que relataram dificuldades para manter a relação. E esse número sobe para assombrosos 70% a partir dos 70 anos!

Porém, vale a pena lembrar que ‘falhar’ uma vez ou outra pode ser algo considerado normal.

Até porque, podem ser vários os motivos que levam a isso, tais como excesso de álcool, cigarro ou drogas. Além disso, o estresse e a ansiedade também podem afetar negativamente o desempenho do homem.

Você pode gostar: Conheça as principais causas da calvície!

Por isso, se isso aconteceu com você uma vez, não se sinta mal! O mais provável é que tenha sido um dos motivos acima.

Porém, se o problema persistir, o ideal é buscar auxílio profissional, o que irá garantir um diagnóstico e tratamento precisos!

     2. Ejaculação Precoce (EP)

falhar na hora h
A ansiedade é uma das maiores causas desta disfunção que atinge principalmente os mais jovens!

Por definição, a EP acontece quando a ejaculação ocorre antes do tempo, podendo ser antes, ou em até 1 minuto após a penetração.

O que muitos não sabem é que, assim como em DE, também existem diferentes graus e classificações para este problema. Ela pode se caracterizar enquanto EP permanente ou EP adquirida.

No primeiro caso, ela costuma aparecer durante a primeira experiência sexual e permanece ao longo do tempo. Já a EP adquirida, ou secundária, se caracteriza por ter um início súbito ou gradual, com episódios de ejaculação normal antes do problema.

Estima-se que cerca de 20 a 30% dos homens sofram com a EP secundária, enquanto somente 2 a 5% sofram com a EP permanente.

Outro dado interessante é que são os homens mais jovens que costumam sofrer mais com a EP. Isso significa dizer que ela não costuma piorar com a idade, diferentemente da DE.

Dentre as principais causas para essa ‘falha’ estão a ansiedade ou outros fatores psicológicos.

Aliás, grande parte dos médicos e especialistas no assunto acredita que a ansiedade seja provavelmente a maior causa da EP. Além disso, ter relações com menos frequência do que o desejado também pode piorar o problema.

Entretanto, em alguns casos raros, especialmente em casos de EP permanente, a causa pode ser fisiológica e por isso deve ser investigada.

Felizmente, atualmente já existem alguns tratamentos disponíveis para quem sofre com esse probleminha. Porém, o ideal é sempre buscar os conselhos de um médico especializado!

     3. Testosterona Baixa (TB)

falhar na hora h
Os problemas causados pela testosterona baixa podem ir muito além das 4 paredes…

Este é o terceira causa mais comum da infelicidade dos homens na hora H…

Até porque, ter os níveis de testosterona baixas pode até mesmo impedir um homem de chegar até lá!

Embora muitas pessoas nem desconfiem, a testosterona e a libido estão intimamente ligadas. Quanto mais altos os níveis de testosterona, maior a libido, por exemplo.

Porém, o inverso também é verdade e por isso, quanto mais baixos os níveis de testosterona, menor é o desejo. Além disso, níveis baixos de testosterona também pode afetar o seu desempenho na cama…

Isso pode causar muita frustração, especialmente no casamento, já que as relações passam a ser cada vez mais raras.

10 mitos e verdades sobre a Disfunção ErétilPorém, para além disso, a testosterona baixa também afeta o seu desempenho no dia-a-dia, seus níveis de energia e seu raciocínio. Outro efeitos são também a queda de cabelo e a perda do tônus muscular.

Mas o pior mesmo é que a princípio não há muito o que se fazer nesses casos. Isso porque os níveis de testosterona vão diminuindo gradativamente a partir dos 30 e vertiginosamente a partir dos 50.

Saiba mais: Testosterona baixa? Saiba o que fazer!

Entretanto – e felizmente -, terapias de reposição hormonal podem ajudar a resolver o problema e devolver a sua libido perdida!

E como saber qual o seu problema?

falhar na hora h
Além destas que citamos, existem muitas outras disfunções sexuais. Por isso, o ideal é buscar ajuda especializada!

Como falamos antes, todo homem está sujeito a estas ‘falhas’ ocasionais e não há vergonha nenhuma nisso. Entretanto, se o problema persistir é necessário buscar ajuda especializada de modo a identificar as causas desse incômodo.

Também vale lembrar que são várias e muito diferentes as disfunções e que, às vezes, os sintomas podem se misturar. Por isso, não há como ter um diagnóstico preciso sem que haja uma investigação mais profunda com seu médico. 

Felizmente, hoje em dia existe uma infinidade de tratamentos para tratar essas disfunções que podem prejudicar tanto a vida do homem. São cápsulas, terapias naturais e até mesmo em spray.

Porém, antes de fazer uso de qualquer um destes tratamentos, o ideal é que você busque auxílio médico e faça os exames necessários. Deste modo você poderá conhecer o melhor tratamento para você e deixará o medo de ‘falhar’ na hora H no passado!

Curtiu este artigo? Deixe seu comentário aqui embaixo!

E-book Disfunção Erétil 468x60px

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here