Como reconhecer os sintomas da Impotência Sexual

0
166
disfunção erétil

Responda rápido, qual foi a última vez que você conversou com seus amigos em uma mesa de bar sobre a aquela vez que um de vocês ‘broxou’’?

Provavelmente nunca, não é mesmo?

Mas pode acreditar, todo homem já sofreu pelo menos uma vez na vida com a temida ‘broxada’, ainda que ninguém fale sobre isso.

E não é para menos!

Infelizmente, a impotência sexual é um assunto tabu ainda hoje.

Por isso, muitas vezes é tratado de forma pejorativa. Por isso também, muitos homens têm vergonha de falar do assunto. Afinal de contas, quem é que quer ser motivo de piada entre amigos e colegas?

Ninguém, não é mesmo?

Só que isso acaba causando problemas muito graves para a saúde sexual do homem e até mesmo do casal.

Por isso, chega de tanto tabu sobre um assunto tão importante e que afeta tantos homens (e mulheres)!

Você pode gostar: Verdade ou mito: canhotos vivem menos do que destros?

No post de hoje nós vamos jogar um pouco de luz sobre esse tema e tirar as suas dúvidas sobre a impotência sexual, disfunção erétil e ejaculação precoce!

Ao final, você irá perceber que não está sozinho e que o problema pode não ser assim tão grave!

Mas, vamos do princípio…

Você sabe o que é a impotência sexual?

impotência sexual
Atualmente, o termo impotência sexual caiu em desuso e os médicos adotam o termo disfunção erétil.

As coisas podem ficar complicadas quando o tema é impotência sexual…

Isso porque este é um termo muito vago e que pode confundir um pouco as pessoas. Por isso mesmo, o termo impotência sexual já não é mais tão usado hoje em dia.

Atualmente, os médicos e cientistas preferem o termo disfunção erétil por ser menos pejorativo e mais preciso para descrever problemas com a ereção.

10 mitos e verdades sobre a Disfunção ErétilE o que exatamente significa disfunção erétil?

Bem, de acordo com a literatura médica, disfunção erétil é o termo utilizado para descrever a dificuldade de manter uma ereção satisfatória para o ato sexual.

Segundo dados de pesquisas, cerca de 52% dos homens acima de 50 anos sofre com a disfunção erétil.

Deste total, cerca de 10% sofrem com algum tipo grave de disfunção. E o pior de tudo é que essa porcentagem tende a aumentar com a idade. Cerca de 70% dos homens com 70 anos ou mais sofrem com a disfunção erétil!

Mas não pense que homens mais jovens estão livres de sofrer com este problema, embora o número realmente seja menor.

Aliás, você sabe o que diferencia a disfunção erétil da ejaculação precoce?

Ejaculação precoce é um tipo de disfunção erétil?

ejaculação precoce
A ejaculação precoce não é considerada uma disfunção erétil, já que o problema nesse caso não é a ereção em si.

Não!

Embora a ejaculação precoce possa ser considerada uma disfunção sexual, ela não é considerada uma disfunção erétil.

Até porque, como já falamos antes, a disfunção erétil se refere à dificuldade para ter ou manter uma ereção. Ter uma ereção normal e que resulta em uma ejaculação antes do tempo (ou muito duradoura) é completamente diferente.

A ejaculação precoce, por definição, é uma ejaculação que ocorre antes do tempo, podendo ser antes, durante ou logo após a penetração.

Estima-se que entre 20 e 30% dos homens sofram com a ejaculação precoce. Infelizmente, este é um problema que afeta a qualidade de vida sexual de muitos casais.

Porém, o maior problema mesmo é para os homens, que costumam sentir que falharam com as suas parceiras, o que não é necessariamente verdade.

E é justamente aí que o problema pode ficar pior, já que a ansiedade ou outros fatores psicológicos podem ser a causa do problema. Na verdade, a maioria dos especialistas acredita que essa seja justamente a maior causa da ejaculação precoce.

Entretanto, em alguns casos a causa pode ser fisiológica, como uma inflamação da glândula prostática ou uma hiperatividade da tireoide. Até mesmo algum distúrbio do sistema nervoso pode ser a causa da ejaculação antes do tempo.

Saiba mais: Testosterona baixa? Saiba como identificar!

Por isso, e principalmente porque afeta negativamente a vida sexual de um casal, a ejaculação precoce deve ser tratada. Terapias de modificação de comportamento costumam ter resultados efetivos.

Além disso, tratamentos naturais e  com sprays também podem ter resultados muito efetivos no tratamento desta disfunção sexual!

Agora, e no caso da disfunção erétil? Como reconhecer os sintomas e quais os tratamentos possíveis?

Quais os sintomas da disfunção erétil?

disfunção erétil

Primeiramente, é importante diferenciar um quadro de disfunção erétil de uma ‘broxada’ ocasional.

Embora os dois tenham ligação, já que essa ‘falha’ tem a ver com a dificuldade de manter uma ereção, eles são diferentes. Essa dificuldade ocasional em ter ou manter uma ereção é relativamente normal e pode ter várias causas.

Excesso de álcool, drogas, cigarro ou mesmo o nervosismo podem levar a uma dificuldade na hora do sexo, por exemplo.

Porém, isso ainda não caracteriza um quadro de disfunção erétil…

Para ser um diagnóstico de disfunção é necessário apresentar os seguintes sintomas nos últimos meses.

  • Dificuldade para ter uma ereção
  • Dificuldade para manter uma ereção
  • Dificuldade na hora da penetração
  • Falta de rigidez no pênis
  • Ausência de ereções durante a noite ou ao acordar pela manhã
  • Dormência na região selar (entre as nádegas e a área genital)
  • Câimbras doloridas nos músculos das pernas

Ainda assim, somente um médico especializado poderá confirmar o diagnóstico e indicar o tratamento correto.

Até porque, a disfunção erétil pode ser o sintoma de algum outro problema e não a causa.

Em outras palavras, um quadro de disfunção erétil pode indicar outros problemas de saúde como a diabetes, a hipertensão ou alguns medicamentos.

Isso nos leva a outro assunto…

O que pode causar a disfunção erétil?

impotência sexual
As causas podem ser várias e por isso é importante investigar as causas da disfunção erétil!

Muitas coisas na verdade, e justamente por isso é preciso investigar as causas do problema!

Dentre a lista de causas para a disfunção podem estar, por exemplo:

  • Problemas de relacionamento
  • Testosterona baixa
  • Envelhecimento
  • Excesso de estresse
  • Excesso de peso
  • Medicamentos
  • Histórico de tabagismo
  • Histórico de alcoolismo

Embora essas causas possam trazer sofrimento para o homem, identificá-las e tratá-las pode ser relativamente mais simples.

Em casos de problemas de relacionamento, por exemplo, terapias de casal podem ser a solução. Caso o problema seja uma baixa na testosterona, tratamentos hormonais podem ajudar.

Por outro lado, se o problema for excesso de peso, uma alimentação balanceada e atividades físicas regulares pode resolver o problema. E se o problema for algum medicamento, por exemplo, basta substituir a medicação a partir da orientação médica.

Saiba mais: Os 5 melhores benefícios dos exercícios físicos

Além disso, cortar as fontes de estresse excessivo, o cigarro e o álcool também podem amenizar o problema.

Porém, as causas podem ser um pouco mais sérias também, tais como:

10 mitos e verdades sobre a Disfunção Erétil

  • Problemas graves de circulação
  • Diabetes
  • Hipertensão
  • Hiperplasia prostática benigna
  • Enfisema pulmonar
  • Doenças hepáticas ou renais
  • Cirrose
  • AIDS
  • Câncer
  • Tuberculose

Como você pode perceber, os prejuízos da disfunção erétil vão muito além da sua vida sexual. Por esse motivo é tão importante falar sobre o assunto!

E também por isso, às vezes a solução mais fácil pode nem sempre ser a mais indicada.

Isso nos leva a uma pergunta muito importante e que talvez seja a sua dúvida neste exato momento…

As pílulas azuis ajudam a tratar a disfunção?

disfunção erétil
Nem sempre a solução mais fácil é a melhor solução para você!

Sim e não!

Sim porque elas realmente dão aquela força na hora H. Devido ao seu princípio ativo, ela ajuda no relaxamento da musculatura e na circulação sanguínea, o que ajuda a manter a ereção.

Porém, ela é apenas uma solução paliativa, ou seja, apenas na hora do sexo e apenas uma vez. Além disso, no longo prazo ela pode trazer alguns prejuízos e pode, até mesmo causar infartos e outros problemas cardíacos.

Por isso, as famosas pílulas azuis podem não ser a sua melhor opção!

Mas nem tudo está perdido…

O que fazer nesses casos?

disfunção erétil
Caso você se identifique com os sintomas da disfunção erétil, busque ajuda médica especializada!

Nossa melhor recomendação caso você desconfie que sofra com a disfunção erétil ou mesmo com a ejaculação precoce é a seguinte: busque um médico!

Somente ele poderá solicitar os exames corretos de modo a diagnosticar as causas da disfunção erétil.

Por isso, o ideal é buscar um médico urologista que, junto com você, poderá investigar as causas da disfunção erétil e recomendar o melhor tratamento!

Curtiu este artigo? Deixe seu comentário aqui embaixo e compartilhe com quem você acha que pode precisar dessas informações também!

E-book Disfunção Erétil 468x60px

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here